"Ser Catequista é entregar-se totalmente a Deus como instrumento de serviço na evangelização."

quarta-feira, 25 de maio de 2011

O processo de formação dos Discípulos missionários



O caminho de formação do seguidor de Jesus lança suas raízes na natureza dinâmica da pessoa e no convite pessoal de Jesus Cristo, que chama os seus pelo nome e estes o seguem porque lhe conhecem a voz. O Senhor despertava as aspirações profundas de seus discípulos e os atraía a si, maravilhados. O seguimento é fruto de uma fascinação que responde ao desejo de realização humana, ao desejo de vida plena. O discípulo é alguém apaixonado por Cristo, a quem reconhece como o mestre que o conduz e o acompanha." (DA 277)
O Documento de Aparecida destaca cinco aspectos fundamentais que aparecem de maneira diversa, no processo de formação de discípulos missionários, mas que se completam intimamente e se alimentam entre si:

A) O Encontro com Jesus Cristo: Nesse processo o querigma é fundamental, não se limitando a uma mera etapa, mas é sim "o fio condutor de um processo que culmina na maturidade do discípulo de Jesus Cristo." Este encontro pessoal com Cristo deve ser renovado constantemente pelo testemunho pessoal através do querigma e também "pela ação missionária da comunidade"
"Sem o querigma, os demais aspectos desse processo estão condenados à esterilidade, sem corações verdadeiramente convertidos ao Senhor."

B) A Conversão: Após este encontro pessoal com Cristo através do querigma, a conversão torna-se algo natural para quem escutou o Senhor com admiração, ouviu seu chamado "Vem e Segue-me", e de fato seguiu sua voz. Pela dócil ação do Espírito Santo, o discípulo missionário dá uma "virada" em sua vida, aceita a cruz de Cristo, "consciente de que morrer para o pecado é alcançar a vida." Escolhe pois o "Banquete da Vida" e não o "Banquete da Morte".
Através dos sacramentos do Batismo e Reconciliação, a redenção de Cristo se atualiza para nós.

C) O Discipulado: Nesse processo, a catequese permanente e a vida sacramental são de fundamental importância, fortalecendo a conversão inicial, permitindo que os discípulos missionários perseverem na vida cristã e na missõa mesmo em meio a esse turbilhão de desafios que o mundo hoje nos apresenta. Somos amadurecidos "constantemente no conhecimento, amor e seguimento de Jesus Mestre", nos aprofundamos no "mistério de sua pessoa, de seu exemplo e de sua doutrina".

D) A Comunhão: O discípulo missionário participa "na vida da Igreja e no encontro com os irmãos, vivendo o amor d Cristo na vida fraterna solidária". É na comundade que existe e se vive uma vida cristã verdadeira, seja nas famílias, paróquias, nas comunidades de base, pastorais e ou movimentos, sendo acompanhado e estimulado pela comunidade e também pelos pastores eclesiais, para um amadurecer na vida do Espírito.

E) A Missão:Missão e discipulado são inseparáveis. À medida que o discípulo conhece e ama o seu Senhor, ele sente a necessidade de "compartilhar com os outros a alegria de ser enviado", de ir ao mundo para "anunciar a vida de Jesus Cristo, morto e ressuscitado" para "tornar realidade o amor e o serviço na pessoa dos mais necessitados, em uma palavra, a construir o Reino de Deus".

2 comentários:

Quero "ser" Comunidade disse...

Oi amada! Paz e Bem!
Olha Sil eu tentei eu mesma colocar comentários no meu blog e realmente encontrei uma certa dificuldade. Será que vc pode fazer um teste e deixar um comentário pra ver se está melhor?
Bjos, obrigado por me avisar.

CoIsAs de AnGéLiCa disse...

Adorei o seu blog.
Tbem fiz um só de catequese para mim passa por lá.
beijinhos Angélica Já estou te seguindo.
http://catequeseparavida.blogspot.com/
http://wwwcoisasdangelica.blogspot.com/